27.11.12Atenção na hora de fazer o rodízio de pneus
Finder Auto Center

Com o uso, os pneus podem apresentar desgaste ligeiramente irregular na banda de rodagem por diferentes fatores, seja em função da suspensão, da distribuição de carga, das variações nas vias rodoviárias ou pelo tipo de percurso em que o carro trafega.

Por isso, uma prática popular entre os motoristas é o rodízio de pneus: inverter a posição das rodas dianteiras e traseiras para evitar o desgaste desigual do equipamento. O que muita gente não sabe, no entanto, é que o procedimento deve seguir algumas regras para que surta o efeito esperado.

 Dependendo do tipo de tração (dianteira ou traseira) que o veículo possui, o sentido de inversão das rodas vai mudar. Na maioria das vezes, este tipo de instrução vem no manual do carro. Mas é sempre bom saber como efetuar o rodízio de maneira correta.

"A prática pode prolongar a vida dos pneus, desde que seja respeitado o sentido do movimento, principalmente nos pneus de construção radial", explicou o professor do curso de Engenharia Mecânica Automobilística da FEI (Fundação Educacional Inaciana), Ricardo Bock. "A ideia é poupar o consumidor de fazer trocas parciais dos pneus", disse Bock

Em carros em que a tração é dianteira, a maneira correta de se fazer o rodízio é colocar os pneus de trás na frente em linha reta, e os da frente para trás cruzando (ou seja, o pneu dianteiro direito fica na traseira esquerda, e o dianteiro esquerdo fica na traseira direita). Já em carros com a tração traseira, o processo é invertido. Quem cruza são os pneus traseiros, e os da frente vão para trás em linha reta.

Mas há exceções. Os pneus com desenhos unidirecionais devem sempre ser trocados em linha reta. Os de trás vão para frente, e os de frente vão para trás. Outra dica importante é que pneus de tamanhos diferentes não podem ser trocados entre si.

O ideal é que seja feito rodízio de pneus a cada 10 mil km, como recomenda Bock e a Pirelli. "Este procedimento não deve ser feito como forma de tentar corrigir o fato de haver um pneu mais desgastado que os demais. Dependendo das condições de conservação e desgaste, ele deve ser trocado", explica Fábio Magliano, gerente de produtos Car e Motorsports da Pirelli.

Após realizar o rodízio, é preciso verificar o alinhamento da direção e o balanceamento das rodas, procedimentos de manutenção que também devem ser efetuados a cada 10 mil quilômetros. É importante tomar cuidado para que o desgaste seja o mais regular possível, por isso, é imprescindível fazer a calibragem correta do equipamento; não se esqueça de verificar a pressão do estepe. E sempre compre pneus novos quando eles estiverem carecas.

Fonte: automovel.com.br

Leia também estas notícias

← voltar para a listagem de notícias

Depoimentos

Por

Redes Sociais


Cartões Aceitos

Cartões Aceitos

Serviço de leva e traz

Serviço de leva e traz

(47) 3472-1000

Rua Ibirama, 21 - Saguaçú
Joinville / SC • contato@finderautocenter.com.br

Agência P4